Thursday, September 9, 2010

NA PRESENÇA DO REI



Hoje à hora do almoço escondi-me na casa de banho do trabalho para ter um tête-à-tête com Deus. Ainda não ia a meio da conversa quando me lembrei de Ester e da forma ousada como ela entrou na presença do rei Assuero.

Partilhei com Deus (como se Ele já não soubesse...) o que de repente ocupou a minha mente... Ester entrou na presença do rei, José também tinha entrado na presença do rei do Egitpo...

Ao reler o livro de Ester reparei noutra "coincidência" na vida destes dois servos de Deus. Tal como José, que alcançou graça aos olhos do Faraó, Ester alcançou graça aos olhos do rei Assuero... Achei maravilhoso aquilo que se começou a delinear no meu coração. Já sabem como eu gosto de viajar na maionese (como dizem os nossos amigos brasileiros)... Ester e José! Como é que eu não me tinha lembrado disto antes?

Adoro Ester, tanto ou mais do que adoro José. Que mulher maravilhosa, não concordam? Ousada, fiel, determinada, honrada. Sem sombra de dúvida uma Mulher de Deus!

José e Ester entraram na presença do Rei, ambos acharam graça aos olhos do Rei e ambos foram aprovados.coincidência? Não, cristocidência! :)

Dei por mim a reflectir neste assunto e gostava de partilhar aqui o que senti. Todos nós somos pessoas diferentes e todos vivemos fases e circunstâncias de vida diferentes. É por isso que Deus a uns se revela de uma maneira e a outros de outra completamente distinta e é também por isso que encontramos testemunhos de conversões tão diferentes, porque nenhum ser humano é igual a outro e Deus conhece os Seus filhos, logo a forma como chega a cada deles é única e especial.

Entrar na presença do rei remete-nos para muita coisa. Partilhar os aposentos com o rei fala-nos de intimidade e de relacionamento e na sua presença todos os problemas recebem uma solução. Então agora pensem nesse rei como sendo Deus...

O nosso Rei quer ter um relacionamento connosco, ser o nosso melhor amigo, Aquele a quem nós contamos os nossos segredos, com quem partilhamos os nossos receios, as nossas dúvidas. Deus quer ser íntimo dos seus filhos, o seu maior desejo é que cada um de nós entre nos seus átrios, nos seus aposentos, na Sua presença porque é aí, nesse lugar de intimidade, que Ele nos abençoa, nos livra, nos dá as soluções para os nossos problemas.

Quando pensei em Ester e José fiquei confusa. Pensei, José só entrou na presença do Rei quando foi chamado e Ester entrou sem o ser...mas ambos foram à presença do Rei e ambos foram aprovados. Perguntei-me, mas porque é que um foi chamado e outro não? Que sentido faz isto? Qual das duas atitudes estará mais certa? Será que eu devo esperar que Deus me chame à Sua presença ou devo ir eu à procura Dele?

Certamente nenhum dos dois estaria errado na sua atitude, porque se ambos foram aprovados... Certo? Então, o que é que Deus me quereria dizer com isto? Continuava eu a perguntar-me.

Então entendi. A forma como nos chegamos a Deus, a forma como O buscamos e como O encontramos varia de acordo com a pessoa que somos e com as nossas circunstâncias. Não importa como lá chegamos, o importante é que entremos em Sua presença.

Confusos? Eu explico.


  • Esperar o chamado para entrar na presença do Rei
José estava preso, o que significa que não podia fazer absolutamente nada para se salvar. Não dependia dele sair daquele lugar, não dependia de uma escolha dele. Por muito que ele desejasse muito muito, acham que faria alguma diferença? Não. Deus era o único que poderia agir para o tirar da prisão.

De que maneira é que isto se adequa à nossa vida? Tal como na vida de José, também na nossa vida, na nossa caminhada com Deus, surgem circunstâncias adversas, obstáculos que nos bloqueiam a passagem e que nos impedem de continuar. E há momentos em que nada podemos fazer para ultrapassar esses obstáculos, há situações em que qualquer acção da nossa parte é inútil para resolver o problema, porque a solução não vem de nós.

Nesses casos não temos outro remédio senão esperar a salvação do Senhor, esperar ser chamados à presença do Rei, esperar pelo Seu agir e pelo Seu livramento!

Talvez alguns já se estejam a antecipar e a pensar que para Ester foi muito mais dificil do que para José. Pois estão completamente enganados. Primeiro, porque as pessoas são diferentes e, como tal, talvez para ti fosse mais fácil estar na pele José, talvez para mim fosse melhor estar na pele de Ester, quem sabe?

Não se iludam, José e Ester, na diferença das suas circunstâncias, passaram também por aprendizagens e desafios diferentes. Um não foi melhor ou mais corajoso que outro. Não!

Pensemos em José. No esperar há galardão, porque esperar é duro. Se não fosse a Bíblia não estava cheia de palavras de força para aqueles que esperam... No esperar há espaço para ser ousado, no esperar há espaço para ser fiel, no esperar há espaço para aprender a depender do Rei, porque quando esperamos o chamado do Rei temos de confiar que Ele não nos esqueceu e que nos chamará eventualmente.

  • Entrar na presença do Rei sem sermos chamado

Todos os servos do rei, e o povo das províncias do rei, bem sabem que todo o homem     ou mulher que chegar ao rei no pátio interior, sem ser chamado, não há senão uma     sentença, a de morte, salvo se o rei estender para ele o cetro de ouro, para que     viva; e eu nestes trinta dias não tenho sido chamada para ir ao rei. (Et 14:vs 11)


Ester era rainha, estava numa posição de autoridade dentro do reino, não havia nada físico que a impedia de entrar nos aposentos do rei, mas ela sabia que podia morrer se entrasse nos aposentos do rei Assuero sem ser chamada... E ele não a chamava há um mês. Quem lhe garantia que ele ia estar bem disposto e com vontade de a ver? O mais provável era que ele não achasse piada nenhuma a que a mulher aparecesse sem ser chamada e que ordenasse a sua morte.

Mas não foi isso que aconteceu. O rei Assuero estendeu sobre Ester o ceptro de ouro, aprovou a sua presença naquele lugar e escolheu ouvir o que a rainha tinha a dizer.
E enviaram-se as cartas por intermédio dos correios a todas as províncias do rei,     para que destruíssem, matassem, e fizessem perecer a todos os judeus, desde o jovem     até ao velho, crianças e mulheres, em um mesmo dia, a treze do duodécimo mês (que é     o mês de Adar), e que saqueassem os seus bens. (Et 3:13)


O que sabemos sobre os problemas de Ester? Ela era judia e o seu marido não sabia e havia saído um decreto que ordenava a morte de todos os judeus no dia "treze do duodécimo mês". Ora, sendo Ester judia, também ela estava condenada, bem com todo o seu povo.  
Então Mardoqueu mandou que respondessem a Ester: Não imagines no teu íntimo que por estares na casa do rei, escaparás só tu entre todos os judeus. Porque, se de todo te calares neste tempo, socorro e livramento de outra parte sairá para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino? (Et 4:13,14)


A vida de Ester e do seu povo dependia somente dela e das suas escolhas. Ela sabia que tinha poder para mudar as circunstâncias da sua própria vida e da do seu povo. Ao contrário de José, Ester podia escolher agir e arcar com as consequências (boas ou más), ou ficar calada e proteger-se.

Ester escolheu a melhor parte. Ela sabia que o cargo de rainha lhe tinha sido dado por Deus para que pudesse interceder junto do rei. Então objectivamente Ester decidiu que teria de ir ao seu encontro, ainda que isso lhe pudesse custar a vida.

Connosco não é diferente. Como Ester, também nós sabemos qual é a solução para o nosso problema, sabemos que só o Rei nos poderá livrar, mas para isso teremos de nos humilhar na Sua presença, teremos de nos entregar a Ele mesmo sabendo que o preço dessa entrega é a morte, a morte do nosso "eu", a morte da nossa vontade.

Talvez neste momento estejas a passar por uma situação  em que a tua vida está em perigo, tal como a rainha Ester, mas não tens tido a coragem de entrar no átrio e fazer a petição ao Rei. Talvez estejas a ser cobarde e não tenhas a ousadia de entregar a tua vida.

Dizemos que estamos dispostos a pagar o preço, mas quando precisamos agir, quando precisamos entrar na presença do Rei e clamar pela Sua salvação, damos um passo atrás.

Meu querido, minha querida, a tua salvação está no átrio, a tua salvação está na presença do Deus Altíssimo! Seja qual for o motivo que te leva a entrar lá, seja qual for a forma como entras, entra sem medo e entrega-lhe a tua vida, abre-lhe o teu coração e certamente Ele inclinará o Seu ceptro de ouro para ti. 

Seja qual for o teu problema,a tua cirscunstância, procura a presença de Deus, busca a Sua intimidade, pois nesse lugar acharás graça aos seus olhos. O átrio é lugar de aprovação para aqueles que O temem e O buscam de todo o coração. Na presença do Rei encontrarás todas as respostas, todas as soluções que precisas, ali encontrarás livramento!
  
Que Deus ricamente vos abençoe
Shalom!

7 comments:

  1. Gostei do pensamento sobre esther e josé, confesso q nunca fiz essa comparação...
    Espero um dia poder conversar com vc sobre a palavra de Deus. Ver opniões pensamentos, confesso q sou mto preguiçoso para escrever por isso prefico conversar mesmo kkkk
    bjs Dta

    ReplyDelete
  2. curti muito isso mana, q Deus se abra e se derrame cada vez mais em seu coração. ai temos q sentar um dia e trocar ideia q isso e fixe.

    ReplyDelete
  3. Oi Diana, hehe...claro que li seu post sobre Jósé, estou sempre antenado por aki! Li todas as partes! E acheo muito legal vc escrever um post sobre promessas e usar josÉ como exemplo, sempre que começo a entrar em diálogo direto com Deus sobre algumas promessas, me lembro de José e de toda sua história, todos seus sonhos, e como todas as coisas aconteceram tudo ao contrário primeiro, para depois então acontecer aquilo que Deus havia projetado para ser...tempo de amadurecimento, e para aprender a valorizar a benção!!!
    Deus é lindo! Nós é que devemos aprender a confiar nEle!!! Sempre...gosto muito de suas palavras e da forma como se posiciona em relação a Deus, que Deus te use cada vez mais e te leve a lugares que nunca imaginou ir por causa do Reino dEle!

    Grande Beijoooooo

    ReplyDelete
  4. Parabéns pelo trabalho apresentado aqui no blog. Quero lhe incentivar a prosseguir na árdua tarefa de defender os valores do Reino de Deus.

    Já estou seguindo.

    Aproveito para convidar-lhe a conhecer o meu blog, e se desejar também segui-lo, será um prazer.

    Seus comentários também serão sempre bem-vindos lá.

    www.hermesfernandes.com

    Conto com você!

    ReplyDelete
  5. Graça e paz, sempre!

    Passei por aqui para conhecer seu blog.
    Estou seguindo.
    Ficaria muito feliz em me visitar.
    Se quiser me seguir também será um prazer.

    Abraço em Cristo,

    Sandro
    http://oreinoemnos.blogspot.com/
    Te espero lá.

    ReplyDelete
  6. Replies
    1. Olá Daniel, já estão novos textos disponíveis, para abençoar todos aqueles com um coração disponível para o Pai :) Deus te abençoe.

      Delete

Obrigada pelo teu comentário. Deus te abençoe.